quinta-feira, 27 de junho de 2013

Coisas as quais você precisa saber.


É injusto como uma linda história pode terminar assim, não é mesmo?!

Lembro como se fosse hoje o dia em que te conheci, você meio tímido, dá pra acreditar? Timidez definitivamente não combina com você.Te olhei, mas preferi não te ver, mas meu subconsciente guardou aquela memória, hoje eu consigo enxergar o quanto aquele dia foi importante.Imagina só como a minha vida teria sido menos engraçada sem te conhecer?

Uma pena que eu nunca vou te dizer uma porção de coisas, pena que você nunca vai ler esse texto, que eu nunca vou poder te explicar que te esquecer não é uma questão de escolha, que o tempo nunca vai poder te apagar e  que eu não vou poder te falar que foi no meio daquela sua risada que eu te olhei e descobri que você tinha se tornado especial e o quanto a vida pareceu perfeita diante daquele pequeno grande detalhe.

Eu só queria te dizer que eu me apaixonei pelo teu caos, que se toda a pessoa tem um lugar no mundo, você é o meu, que me tornei romântica após descobrir que eu era a sua primavera, que eu ainda não esqueci do tom da sua voz, que amo o jeito como você olha pra minha boca enquanto fala comigo e do modo como você sorri olhando pra baixo, quando fica sem graça, que eu adoro quando você me olha dentro dos olhos, como se aquele fosse o momento mais lindo das nossas vidas, que o por-do-sol sempre me lembra nós dois, que me dá vontade de chorar toda vez que eu escrevo um texto pra você, que a vida perdeu um pouco da graça e que as vezes, eu me pergunto se você sente o mesmo ainda por mim.

Vontade de te perguntar se ainda tem espaço ai pra mim, será que tem? Tenho medo, medo que a gente tenha se perdido pra sempre, que as nossas cores não sejam mais compatíveis, que o meu tom de verde não fique mais bem com o seu tom de vermelho, que o meu abraço passe a não ser mais o seu melhor refugio, que você passe a lembrar de mim sem sorrir ou sentir a dor da saudade, que o cheiro do meu cabelo comece a ser só mais um em meio a multidão, que o dia 4 passe a ser um dia qualquer, que você esqueça da minha voz e de como eu costumava a te fazer se sentir especial.

Você é a melhor coisa que já foi minha, as nossas poucas diferenças e muitas igualdades me completam. Queria que a saudade não machucasse tanto, que a dor não fosse agressiva, queria que o escândalo do silêncio fosse suprido com o calor do seu abraço, que a paz do sussurro da tua voz fosse frequente, que a doce insistência do nosso amor fosse respeitada e que a verdade dita não te assustasse. Eu não tenho vergonha de te amar, não tenha vergonha de me amar também.


Eu nem queria muita coisa, eu não desejei o impossível, eu desejei o fundamental, eu queria te ter.


“Então eu fechei os olhos para te trazer pra bem perto de mim. Estava friozinho e dava pra sentir você ali, deitado na minha cama. E você estava lindo, lindo, mas tão lindo que aquela podia ser a última imagem da minha vida."

12 comentários:

Aline Teles disse...

Adorei a frase da imagem. Algumas pessoas vão morrer do mesmo jeitinho. Não adianta querer mudá-las.
Sobre o seu lindo texto de amor, concordo contigo, é injusto quando tanto querer não pode se concretizar. Coisas da vida, né? Beijinhos e um ótimo fim de semana.

Natália Santis disse...

Eu litudo e achei tudo intenso e muito lindo. As vezes as pessoas não sabem o efeito devastador que tem em nossas vidas e, quantas batalhas travariamos apenas para que elas ficassem ao nosso lado. Desejaria que a pessoa a quem vc escreveu pudesse ler isso tudo e viesse correndo ao seu encontro :)

*não sou um robô :P

Corpse Lolita disse...

Nossa. Não sei se é porque estou mais sensível hoje, ou se o seu texto sensibiliza na medida certa (quero dizer que é intenso, mas não fica meloso) - porque sério, eu quase chorei. E isso é muito raro.
Apaixonadíssima por sua escrita.

Cássia Vicentin disse...

Sofri junto com você ao ler cada palavra. Não tenho palavras para expressar o que estou sentindo... =|


Beijos
www.procurei-em-sonhos.com

Beatriz Karen Lopes disse...

Achei muito intenso, com toda sinceridade do mundo. Seu amor por essa pessoa é verdadeiro, e é linda a forma como você o expressa em palavras. Às temos que deixar partir, e é difícil aceitar isso... Aceitar a presença de uma pessoa, o fato dela mudar toda nossa vida e depois partir, e aceitar a dor que essa partida nos traz. Aceitação é uma penitência, mas é necessária. As mais bonitas histórias de amor são aquelas que não deram certo.

Beijos =*

Jéssica Simões disse...

Vou deixar Shakespeare se pronunciar por mim:
"Todo mundo consegue dominar uma dor, exceto quem a sente."

Yasmin disse...

Sabe, houve uma época em que eu tive a impressão de que quanto mais eu desejava uma determinada coisa, menos perto de acontecer ela estava. Não vou dizer que eu parei de me importar com isso, eu só deixei de cobrar de mim mesma e no fim, deu certo. Ah, e preciso dizer: sortuda é a pessoa por quem você nutre esse amor todo, e de uma forma tão bonita. Adorei o texto!

Ariana disse...

É permitido chorar depois de ler o texto ou faz parte?
Eu tenho a certeza que daqui um ou dois meses ele vai caber na minha vida direitinho e doeu um pouco ler.
Mas o texto ta lindo, intenso e não sei mais o que dizer.
Obrigada!

Beijos

Bruno Gaspari disse...

Adorei seu espaço,
parabéns pelo conteúdo!

Abraços

Brunno Lopez disse...

Poucos desejam o fundamental, então provavelmente você viveu o melhor que poderia sem saber.
Não sonhou nas nuvens - não precisava - pois seus pés estavam confortáveis no chão.

Divaguei um pouco pela graça do seu texto. Direto, sincero e profundamente estiloso.

Juliana Bentes disse...

A dor da saudade é a mais sem limites...

Thaís disse...

Eu gostei tanto do seu texto... Que acabei ficando um pouquinho sem palavras para expressar o quanto ele me tocou.

Na verdade, é um texto tão delicado, de uma coisa tão complicada, que eu fico até com medo de não usar as palavras certas. Não sou muito boa nessas coisas do coração, mas sei o quanto a saudade dói.

Apesar da saudade, foi gostoso ler quanta coisa boa que aconteceu contigo. Quantas lembranças boas tens, apesar desse sentimento de falta. Deixe-se tomar por essas lembranças, pelo lado bom de todo essa saudade. Assim essa história não será esquecida nunca, não por você.

Continue com essa escrita sincera e bonita.
Beijos, moça.